Quem somos    /     Áreas de Atuação    /     Blog    /     Contato

Blog


DIREITO DO TRABALHO EM RESUMO - Parte 03

DIREITO DO TRABALHO EM RESUMO

SÍNTESE: EXTINÇÃO DO CONTRATO DO TRABALHO POR ACORDO MÚTUO

 

 

O que é a extinção do contrato de trabalho por acordo mútuo?

 

A rescisão por mútuo acordo entre empregado e empregador, demissão consensual ou rescisão por acordo, é a extinção do contrato de trabalho em que empregado e empregador chegam ao consenso sobre o termo final da relação de emprego, nos termos e modo disciplinado no artigo 484-A da CLT.

 

 

Como funciona a rescisão por acordo mútuo?

 

Nessa modalidade de extinção do contrato de trabalho, o empregado poderá pedir a sua demissão negociando com o empregador o direito de receber por metade a multa sobre o saldo do FGTS e metade do aviso prévio, se indenizado.

 

 

Quais as verbas rescisórias devidas nessa modalidade de rescisão contratual?

 

 São devidas as seguintes verbas rescisórias: - por metade,  aviso prévio, se indenizado, e as demais verbas integralmente (saldo de salário, férias integrais e proporcionais, acrescidas de 1/3 constitucional e 13º salário integral e proporcional).

 

 

Como fica o aviso prévio no caso do acordo?

 

O aviso prévio poderá ser trabalhado ou indenizado e será devido também o período proporcional de 03 dias a cada ano de contrato, conforme previsto na Lei nº 12.506/2011. Tratando-se de aviso prévio trabalhado a remuneração será paga integralmente ao trabalhador, já no caso de aviso prévio indenizado, deverá ser pago pela metade.

 

 

Qual o percentual da indenização sobre o saldo do FGTS ?

 

Neste caso,  a multa de 20% sobre o valor depositado pelo empregador.

 

 

O empregado terá direito ao Seguro-Desemprego?

 

Não, essa modalidade não autoriza o ingresso no Programa de Seguro-Desemprego.

 

 

O empregado poderá sacar o FGTS?

 

Sim, todavia, a movimentação da conta vinculada do trabalhador no Fundo de Garantia do Tempo de Serviço é limitada em até 80% (oitenta por cento) do valor dos depósitos

 

 

Como fica a homologação da rescisão do contrato de trabalho por acordo?

 

A homologação da rescisão contratual no Sindicato não se faz mais necessária, diante da revogação do §1º do artigo 477 da CLT com a lei 13.467/17.

 

 

Até quando pode ocorrer o pagamento das verbas rescisórias no caso de acordo?


A quitação das verbas rescisórias deve ocorrer em até 10 dias após o término do contrato, conforme previsto no artigo 477, §6º, da CLT.

 

 

O que deve ser observado pelo empregador nesta espécie de extinção de contrato de trabalho?


Nesse caso, é importante que o empregado formule uma carta com o pedido expresso e de próprio punho, requerendo a dispensa por acordo e declarando que o faz de livre e espontânea vontade, além de estar ciente das verbas rescisórias que serão pagas nessa modalidade.

 

Fonte: Consolidação das Leis do Trabalho, Lei 13.979/2020

 Lívia Beatriz Silva do Prado – OAB/SP 292.427 – Advogada Trabalhista Associados do Escritório Alves Ferreira & Mesquita Sociedade de Advogados

≪ Voltar


Rua Dr. Fernandes Coelho, 85 - 6º andar - São Paulo - SP - CEP: 05423-040 - 55 (11) 2050-0700
Desenvolvido por A9 Comunicação